A equipa da comunicação numa paróquia tem como função chegar a todos os paroquianos

a vida e atividades da paróquia. Não só aos paroquianos, mas também a todos os de fora dela. 

O nosso Papa Francisco no brasil dizia de não ter medo de sonhar. A equipa tem o dever não apenas sonhar, mas traçar estratégias e planejamentos atingíveis. A equipa de comunicadores deve pensar a maneira correta de executar seus planos, sejam eles de informar pelas redes sociais, sites, revistas e informativos, fotografias e filmagens, entre outros que atendam a necessidade e se encaixem à realidade da paróquia. 

 

A equipa precisa seguir cinco princípios básicos para uma comunicação paroquial correta. São eles:

 

1. Sinergia: antes de servos, Jesus nos chamou de amigos (cf. Jo 15,15), portanto, para um bom relacionamento pessoal e amigável, encontre pessoas que tragam sinergia, cooperação e uma amizade sincera. 

 

2. Assiduidade: os comunicadores precisam entender aquilo que vão comunicar, então, necessariamente, precisam ser pessoas com vida ativa na Igreja, que participam dos sacramentos, missas e encontros da paróquia. 

 

3. Conhecimento: para atingir um bom resultado, é importante que os comunicadores tenham o mínimo de conhecimento em ferramentas, funções e práticas para fazer acontecer a comunicação da paróquia. 

 

4. Parceria: para que ninguém se sobrecarregue exercendo muitas tarefas, distribua entre a equipa as funções de cada comunicador. Ex.: Um responsável pelas fotos, outro pelas redes sociais, dentre tantas outras atividades que se encaixarem na sua realidade.  

 

5. Representação: a equipa precisa estar nas principais reuniões da paróquia, como o Conselho de Pastoral Paroquial (CPP), na qual concentram-se todas as lideranças e pastorais, a fim de, sobretudo, a comunicação gere comunhão entre os paroquianos. 

  • Facebook Clean Grey

© Paróquia de Santo Amaro - Pe. Ignácio F. Rodrigues